Bombinhas alcança os menores índices de cárie dentária

29 de maio de 2017 11:050 comentárioViews: 3

Média expressiva em relação à região e ao país

O Projeto Sorria Bombinhas, tem o objetivo de promover, educativa e preventivamente, de uma maneira padronizada a saúde bucal dos estudantes do berçário ao 5º ano do ensino fundamental e o desenvolvimento de ações educativas do 6º ano ao 2º grau nas instituições de ensino municipais e estaduais.

Desde o início do ano letivo são realizados os processos de sensibilização, fundamentação, capacitação e treinamento de todos os componentes da Equipe de Saúde Bucal e dos setores educacionais, onde os principais colaboradores são os professores e monitores, responsáveis para o desenvolvimento das escovações pós-merenda.

Nos meses de abril e maio foram efetuados os levantamentos dos índices de cárie (medição da doença cárie) nas crianças de 5 e 12 anos de idade em todas as escolas do município. Esta ação é de suma importância para avaliar a eficácia do impacto das ações desenvolvidas pelas Equipes de Saúde Bucal em seus vários âmbitos, ou seja, se as doenças bucais na população estão diminuindo.

No bairro José Amândio, a Equipe de Saúde Bucal, as Agentes Comunitárias de Saúde e em parceria com as EBM Pequeno Príncipe e EEB Maria Rita Flor, foram levantados os índices de cárie dentária, obtendo os resultados no ano de 2017: 0,8 (dentes afetados pela doença cárie) aos 5 anos e de 0,52 aos 12 anos de idade. (Gráfico em anexo)

O Brasil, após levantamento de 2010 (SB Brasil 2010) entrou, definitivamente, para o rol dos países com baixa prevalência de cárie aos 12 de idade. O índice de cárie (CPO-D) deveria ficar entre 1,2 a 2,6 (dentes afetados pela doença cárie, em média), o resultado a nível nacional foi de 2,1, na Região Sul foi obtido a média de 2,0, enquanto que, no município de Bombinhas, registrou-se o índice de 0,94, sendo um número muito expressivo, em relação às médias Nacional e por Região.

“Para conquistarmos uma ótima condição de saúde bucal, faz se necessário uma mudança nos nossos hábitos de higiene oral e alimentação. E este processo de mudança só ocorrerá, através de ações massivas e intensivas de conscientização em todas as frentes. Então, cabe a nós, profissionais da saúde, liderarmos estas condutas”, comentou Carlos Takayuki Yamanaka, Cirurgião Dentista do José Amândio.

Leave a Reply


Facebook